História

. Rua da Consolação x Casa Roberto

A história da Rua da Consolação remonta-se ao século XVI quando foi aberto o antigo “Caminho de Pinheiros”, que levava à aldeia do mesmo nome, hoje Bairro de Pinheiros. Essa antiga estrada começava no final da Rua Direita, passava pelo Anhangabaú e tomava rumo de Pinheiros, até encontrar a estrada de Sorocaba, em meados do século XVIII, foi encontrada uma imagem de Nossa Senhora da Consolação. Devotos ergueram ali em homenagem a ela uma igreja de taipa, inaugurada em 1.799. O caminho, que logo passou a ser conhecido como Rua da Consolação.

Com a proclamação da República, em 1.889, quase todos os donos de chácaras antigas do bairro mandaram abrir ruas, avenidas, alamedas e largos em suas terras. Com o surgimento da Avenida Paulista, em 1.891, o distrito ganha importância. De fronteira a região central a região valorizou-se muito por causa da sua localização, fazendo surgir bairros nobres como Higienópolis e Pacaembu. Foi alargado no século XIX, quando ganhou iluminação de lampiões a gás, e diversos casarões da elite paulistana, no final do século XX, receberia seus primeiros trilhos para bondes a burro, substituídos no inicio do século XX para trilhos mais robustos para bondes elétricos.

Estes fatores fizeram com que a rua fosse uma das primeiras ruas dedicadas ao comercio segmentado iniciando primeiramente com uma rua voltada para lojas de móveis, e somente a partir de 1.950 com a chegada das primeiras lojas dedicadas exclusivamente a iluminação, Para melhoria de trânsito, o prefeito Faria Lima decidiu duplicar a Rua da Consolação, tendo as obras sido iniciadas em 1.965, e terminadas em 1.968, depois de desapropriações e demolições do lado ímpar da Consolação, entre a Rua Dona Antônia de Queirós e a Avenida Paulista, recebendo inclusive um canteiro central.

Concomitantemente mesmo com os anuncios da época de alargamento da rua da Consolação, nasceria em 10 de agosto de 1.965 a Casa Roberto, numa das mais tradicionais ruas segmentadas da América Latina, especializada exclusivamente em iluminação decorativa, através de seu fundador (Roberto E. F. Carvalho) in memoriam, inicialmente no número 2.043, desta mesma rua, com as obras de alargamento da rua, a loja mudou-se temporariamente para a Rua Matias Aires, até a contrução definitiva deste prédio, naquela oportunidade a loja dedicava-se a venda de peças automotivas importadas, tais como lâmpadas, lanternas, baterias e acessórios.

Em 1.972 com o término da construção da loja neste endereço, esta foi alterando aos poucos o segmento de produtos comercializados, vendendo lâmpadas tradicionais, completa linha de lâmpadas especiais, interruptores e placas diferenciadas, sempre trabalhando exclusivamente com a marca líder de cada segmento de mercado, vislumbrando oferecer produtos de qualidade, aliado a excelência no atendimento.

Com o decorrer dos tempos, a empresa foi modernizando-se para atender a demanda cada vez mais seletiva de sua clientela, a partir do ano de 2.000, a empresa familiar, resolveu profissionalizar-se e visando acompanhar as inovações das evoluções tecnológicas dos processos administrativos, bem como dos produtos que abrangem o segmento, visando exclusivamente atender a demanda de varejo de produtos eletro-eletrônicos, fornecendo de lâmpadas especiais ao mais complexo projeto de automação residencial.

Com 50 anos a Casa Roberto, orgulha-se das políticas, normas e procedimentos que envolvem toda sua operação administrativa, financeira e comercial, bem como de fazer parte da história da Rua da Consolação.